sexta-feira, 26 de maio de 2017

MASSACRE NO PARÁ - Corpos dos 10 mortos em ação da PM são transferidos de cidade

Corpos das vítimas do massacre em fazenda no Pará são vistos em hospital (Foto: Lunae Parracho/Reuters)
Corpos das vítimas do massacre em fazenda no Pará são vistos em hospital

Os corpos dos dez agricultores mortos na quarta-feira (24) na fazenda Santa Lúcia, em Pau D'Arco, foram transportados na noite desta quinta-feira (25) para o município de Redenção, no sudeste do Pará, onde serão enterrados. Representantes do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) acompanharam todos os procedimentos realizados nos corpos e as equipes de perícia que foram à fazenda para levantar as informações sobre as circunstâncias das mortes dos agricultores.
Nove homens e uma mulher morreram em um confronto com a polícia na fazenda Santa Lúcia, em Pau d'Arco, na quarta. A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) disse que os policiais foram recebidos à bala quando tentavam cumprir 16 mandados de prisão contra suspeitos do assassinato de um vigilante da fazenda, no fim de abril. As equipes que participaram da operação vão responder a inquéritos policiais militares.
Parentes de vítimas da chacina contestam a versão dos órgãos de segurança do estado de que os policiais reagiram a um ataque dos colonos: segundo os trabalhadores rurais, a polícia chegou na cena do crime atirando.
Segundo os peritos do Instituto Médico Legal, em três corpos havia perfurações a bala na cabeça e nas costas.
O MPPA também reuniu com familiares das pessoas mortas na operação policial. As famílias pediram rigor nas investigações e também que, após a perícia, os corpos retornassem para Redenção. O pedido foi atendido e os corpos saíram no início da noite desta quinta-feira de Marabá e Parauapebas e foram levados para a uma funerária particular, em Redenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário