terça-feira, 15 de agosto de 2017

Polícia caça assassinos de PM na Favela Rosalina e apreende armas de grosso calibre

Armas que eram transportadas em um carro foram apreendidas durante a operação

Três dias após o assassinato de mais um policial militar nas ruas de Fortaleza, a Polícia Militar ainda caça os criminosos. Na noite de segunda-feira (14), uma grande operação foi realizada pela PM na Favela da Rosalina, no bairro Parque Dois Irmãos, resultando na apreensão de várias armas de fogo e na prisão de suspeitos. Neste ano, 22 agentes da Segurança Pública foram assassinados no Ceará, entre eles, 16 PMs e um inspetor da Polícia Civil.
A caçada aos homens que assassinaram o 3º sargento da PM Herbet Hélio Ferreira Lima, 38, vai continuar por determinação do Comando-Geral da PM e da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), através de sua 6ª Delegacia, já instaurou inquérito sobre o crime.
O sargento foi morto quando seguia para a residência de familiares, na noite do último sábado (12). Ele foi atingido a tiros e os criminosos roubaram sua arma (pistola), o que caracterizou o crime de latrocínio (roubo seguido de morte).

Suspeitos - Ferido, o militar ainda foi levado para o hospital, mas não resistiu. Acabou se tornando o 22º agente da Segurança Pública morto no Ceará em 2017.
A Polícia já tem a identificação e imagens dos principais suspeitos do crime. Eles seriam criminosos residentes na Favela da Rosalina. Os dois são bandidos já conhecidos e seriam envolvidos com facções criminosas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário