terça-feira, 12 de março de 2019

Pela segunda vez médico que atirou pedra contra bebê é preso mais uma vez e levado à penitenciária

Alcides Muniz Gomes de Matos Filho já havia sido detido no último domingo enquanto almoçava com a família em um restaurante de Juazeiro do Norte

O médico que atirou uma pedra contra um bebê de um ano durante uma discussão no Crato, Sul do Ceará, foi preso novamente nesta terça-feira (12), desta vez em casa. Ele já havia sido detido no último domingo (10) enquanto almoçava com a família em um restaurante de Juazeiro do Norte, e liberado em seguida. O mandado desta terça foi expedido pelo juiz da comarca do Crato, devido ao descumprimento da ordem judicial, já que o médico deveria ficar recolhido em sua residência durante o período de folga.
Alcides Muniz Gomes de Matos Filho, que também é empresário, foi preso no último dia 28 de fevereiro, após agredir com uma pedrada um bebê de um ano durante uma discussão com o pai da criança. Ele ficou recolhido na Penitenciária Regional do Cariri (Pirc), mas obteve alvará de soltura por determinação do desembargador Durval Aires Filho, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) na terça-feira de Carnaval.
A discussão se deu porque o pai da criança cobrava uma dívida de cerca de R$ 1 mil. O bebê estava no colo da mãe quando foi atingido. Ele sofreu traumatismo craniano, foi internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Maternidade São Vicente, em Barbalha, e passou por procedimentos cirúrgicos. Nesta segunda-feira (11), após 20 dias internado em duas unidades hospitalares, Heitor recebeu alta médica do Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza.

 Bebê atingido por pedrada em Crato deixa hospital após 20 dias — Foto: Arquivo pessoal
Bebê atingido por pedrada em Crato deixa hospital após 20 dias

No domingo, Alcides Filho foi detido enquanto estava em um restaurante de Juazeiro com a mulher e dois filhos. A polícia afirmou que o empresário descumpriu a medida cautelar, que definia monitoramento eletrônico por tornozeleira e recolhimento em casa quando não estivesse trabalhando.
“Ele descumpriu a ordem judicial, em função disso, já no domingo foi lavrado termo na delegacia de Juazeiro do Norte, e hoje a Justiça mais uma vez decidiu decretar a prisão dele e assim foi recolhido“, disse o delegado do Crato, Flávio Santos.

 Boletim de ocorrência mostra que médico Alcides Muniz Gomes de Matos Filho foi detido por descumprir medidas cautelares. — Foto: Reprodução
Boletim de ocorrência mostra que médico Alcides Muniz Gomes de Matos Filho foi detido por descumprir medidas cautelares

Com a nova prisão, Alcides Filho vai ser novamente encaminhado à Pirc, onde havia ficado recolhido da primeira vez. Segundo o delegado, por ter ensino superior, o médico vai ficar em cela especial aguardando decisão da Justiça com relação à audiência de custódia. A defesa do médico afirmou que vai ingressar com novo pedido de habeas corpus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário