terça-feira, 8 de março de 2016

PESQUISA - Quase 70% dos brasileiros acreditam que suspeitas sobre Lula são verdadeiras

População apoia Operação Lava Jato

Levantamento do instituto Paraná Pesquisas sobre os desdobramentos da Operação Lava Jato mostra que 68,2% dos entrevistados dizem acreditar que são verdadeiras as denúncias que recaem sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva — de obtenção de vantagens indevidas de empresas que mantinham negócios com o governo. Outros 18,1% acreditam se tratar de perseguição e 13,7% não sabem ou não responderam. O instituto ouviu 2.200 pessoas em 160 municípios de 24 Estados brasileiros das cinco regiões brasileiras por meio de entrevistas pessoais entre os dias 28 de fevereiro e 2 de março. A pesquisa, portanto, foi feita antes da suposta delação premiada do ex-líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral, e foi finalizada dois dias antes da 24ª fase da Operação Lava Jato, que fez buscas e apreensões em endereços ligados ao ex-presidente Lula, além de tê-lo levado para depor em condução coercitiva. Apesar da maioria dos entrevistados acreditar nas suspeitas de obtenção de vantagens indevidas recebidas pelo ex-presidente, grande parte dos brasileiros, ou 63,4% dos entrevistados, não acredita que Lula será preso após a Lava Jato. Já 23,7% acreditam na prisão de Lula. 9,5% disseram que ele talvez seja preso e 3,7% não sabem ou não responderam. Os números sobre uma possível prisão do ex-presidente Lula não se alteraram muito na comparação com a mesma pergunta feita em uma pesquisa feita em agosto de 2015, quando 66,3% disseram acreditar que ele não seria preso ante 24,5% que disseram acreditar na prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário