segunda-feira, 7 de maio de 2018

Garota de 16 anos manda matar o pai e a madrasta

Manoel Valdomiro Licheski, morto pela própria filha

Uma adolescente de 16 anos foi apreendida pela Polícia Civil suspeita de encomendar a morte do seu pai Manoel Valdomiro Licheski, de 49 anos, e de sua madrasta Eloina Oliveira, 47, na Lapa, município da Região Metropolitana de Curitiba, no último sábado (5). O casal foi morto a facadas.
De acordo com a polícia, as investigações apontaram a garota como mandante e um jovem, de 16 anos, e um rapaz, de 19 anos, como executores do crime. Ambos eram amigos da garota e receberiam certa quantia em dinheiro após realizarem o assassinato. A motivação seria a não aceitação pela filha das medidas corretivas do pai.
A jovem esperou Manoel sair de casa para ir buscar a namorada em Colombo, também na região metropolitana da capital, e aproveitou o momento para deixar os comparsas entrarem na residência. Os dois se esconderam no forro e esperaram o momento oportuno para descer e executar o homem e sua namorada. O crime foi cometido no quarto do casal.
Eloina chegou a ser socorrida e encaminhada a uma unidade de pronto-atendimento, no entanto, não resistiu aos ferimentos e faleceu no local.

Confissão - Segundo a polícia, a menina foi conduzida à delegacia para prestar depoimento ainda no sábado. No entanto, ela ficou nervosa, entrou em contradição e, por fim, acabou confessando o crime. Aos policiais, ela afirmou que seu pai era muito rígido e que isso teria motivado o assassinato. Os dois rapazes também admitiram sua participação nas execuções.
A dupla de menores responderá por ato infracional equiparado a homicídio triplamente qualificado. Já o rapaz de 19 anos foi autuado em flagrante por homicídio triplamente qualificado e corrupção de menores. Se condenado poderá pegar mais de 30 anos de reclusão. Todos aguardam à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário