segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Mulher é obrigada a recitar salmos enquanto era estuprada

Suspeito justificou o crime dizendo que estava sozinho há dez anos e “queria ser feliz”

Um ajudante geral de 35 anos foi preso em Poá, interior de São Paulo, sob suspeita de estuprar uma jovem de 19 anos enquanto a obrigava a recitar salmos e cantar, sob ameaça de uma faca, durante quatro horas. Segundo a polícia, o suspeito disse que estava solteiro há 10 anos e “queria ser feliz”.
Na delegacia, segundo a polícia, Adriano Lima de Aquino confessou o crime. “Eu peguei ela e levei para o mato. Pratiquei o erro com ela”.
O crime ocorreu na última quinta-feira (31). Imagens registradas por câmeras de monitoramento mostram a estudante caminhando por uma estrada. Na sequência, o suspeito aparece com uma mochila nas costas. Segundo a investigação da polícia, a vítima foi abordada logo à frente.
O homem teria obrigado a vítima a recitar salmos e cantar enquanto ele praticava estupro. Já na cadeia, o ajudante foi reconhecido pela vítima que, segundo a polícia, entrou em choque ao rever o ajudante.
A polícia apurou que Adriano Lima Aquino veio da Bahia há cinco anos e morava em Ferraz de Vasconcelos. A polícia acredita que ele tenha feito outras vítimas tanto no Alto Tietê quanto no nordeste.
O suspeito deverá responder por roubo, estupro e tortura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário