quinta-feira, 3 de agosto de 2017

CASO ELIZA SAMUDIO - Bruno ganha autorização para trabalhar fora do presídio

Jogador não poderá ter contato com o mundo externo
Jogador não poderá ter contato com o mundo externo

O goleiro Bruno Fernandes, de 32 anos, conseguiu autorização judicial para trabalhar fora do presídio, em Varginha, no sul de Minas Gerais. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o atleta dará aulas de futebol a crianças e adolescentes assistidos por uma associação da cidade. A permissão de trabalho foi concedida nesta quarta-feira (2).
As aulas ministradas pelo jogador acontecerão de segunda à sexta-feira, no Nucap (Núcleo de Capacitação para a Paz), que é uma entidade que presta serviços de caráter público e é voltada para a inclusão e a ressocialização de presos. Embora esteja em uma área fora da prisão, ele não poderá ter contato com pessoas estranhas à entidade, salvo familiares, e não terá acesso à área externa. Para garantir isso, o goleiro será buscado por funcionários do Nucap no pátio da unidade prisional, sem ter contato algum com o mundo externo.

Prisão – Bruno Fernandes está preso desde o dia 27 de abril na Penitenciária de Varginha, após o habeas corpus concedido a ele ser anulado. Em 2013, ele foi condenado pelo homicídio triplamente qualificado e ocutação de cadáver de Eliza Samudio, bem como do sequestro do menor Bruno Samudio, filho dele com a ex-modelo. A pena determinada foi de 22 anos e três meses de prisão em regime fechado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário