sexta-feira, 12 de outubro de 2018

CONTA NÃO FECHA - Bolsonaro teria que cortar 800 mil famílias do Bolsa Família para bancar 13º

A proposta de Jair Bolsonaro (PSL) de dar décimo terceiro para os beneficiários do Bolsa Família não fecha no orçamento do programa. Segundo o candidato, o dinheiro para bancar o benefício viria “combatendo as fraudes”, ou seja, cortando famílias que recebem e não deveria.
A maior auditoria já feita no Bolsa Família, feita pelo governo Michel Temer (MDB), cortou 345 mil famílias do programa, totalizando uma economia de R$ 1 bilhão.
O custo do Bolsa Família em 2018 foi R$ 28,7 bilhões, portanto R$ 2,39 bilhões por mês. Ou seja, o candidato teria que tirar 800 mil famílias, além das já cortadas por Temer, para bancar mais um mês do benefício, assim como descobrir novos métodos de identificar novos beneficiários irregulares.

Um comentário:

  1. Auditoria feita pelo golpista? Tá de brincadeira?! Kkkkkk

    ResponderExcluir